Maurão de Carvalho se reúne com presidente da Câmara Adilson de Oliveira e empresários para tratar sobre asfalto da BR até a CTR

por adriana — publicado 10/07/2017 16h25, última modificação 10/07/2017 16h26
Projeto levará asfalto para indústria e cooperativa em Vilhena.

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP) esteve na manhã desta segunda-feira, 10 de julho, reunido com presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena, Adilson de Oliveira (PSDB), com o deputado estadual Luizinho Goebel (PV), com presidente da CTR (Cooperativa de Transporte de Rondônia), Jorge Roberto Baumgratez, com Patrick Zoche, presidente da indústria Zoche Baterias e diversos diretores e funcionários da CTR.

A pauta do encontro foi a discussão dos detalhes finais do projeto que contemplará a pavimentação asfáltica de um acesso da BR-364, que passará pela indústria Zoche Baterias e seguirá até a sede da CTR, perfazendo 1,5 km.  O projeto prevê que a obra fique orçada em R$ 2 milhões, que já foram compromissados através de emenda parlamentar pelo deputado Luizinho Goebel.

O presidente da ALE disse que irá intermediar uma reunião entre os empresários e o presidente da Câmara de Vereadores com o governador Confúcio Moura (PMDB) e o chefe do DER Ezequiel Neiva na próxima semana para acertar os últimos detalhes antes da liberação da verba, para que a obra seja uma realidade o quanto antes.

“No que for preciso os empresários da CTR e da Zoche Baterias podem contar com a minha ajuda. Vamos viabilizar esse projeto e faço questão de intermediar esse apoio, afinal tanto a CTR como a Zoche são empresas que geram emprego e renda, e precisam de nossos incentivos”, assegurou Maurão de Carvalho.

Adilson de Oliveira relatou que a CTR vem fomentando o ramo de transportes, que segundo o presidente da Câmara, é um dos mais essenciais para a economia do estado, “com esse projeto estaremos dando incentivo a duas grandes empresas, a Zoche que estará aumentando sua produção para quase 30 mil unidades, e a CTR é a terceira maior cooperativa de Rondônia e gira mais de R$ 90 milhões por ano”, afirmou Adilson.

O encontro entre as autoridades para acertar os últimos detalhes do projeto deverá acontecer na próxima semana, em Porto Velho.