França Silva reprovou aumento da tarifa de água do SAAE

por adriana — publicado 03/08/2017 08h56, última modificação 03/08/2017 08h56
Vereador fez parte da comissão que emitiu parecer contrário ao aumento
O vereador França Silva (PV), integrante da Comissão de Constituição, Justiça e Redação se posicionou contrário ao aumento desde o dia 30 de maio, em que foi realizada 3ª Audiência Pública. Na ocasião, França foi irredutível ao afirmar que não irá concordar com nenhum percentual de aumento de taxa na água dos vilhenenses, se no projeto não for incluso a Taxa Social, que reduz em 50% o valor da taxa para pessoas com hipossuficiência financeira comprovada.
França é membro da comissão que deliberou sobre a portaria nº 638/2017/SAAE que define os valores das tarifas, taxas, serviços e multas do Serviço Autônomo de Águas e Esgotos – SAAE que reajustava a tarifa em 12,5%, dividido em três parcelas. No dia 1º de julho seriam aumentados 7,5%, no dia 1º de setembro 2,5% e no dia 1º de novembro de 2,5%.
A comissão apurou que o último aumento da tarifa de água foi majorado em cerca de 30% em julho de 2014, enquanto a inflação acumulou de julho de 2014 a junho de 2017, o total de 20,67%.
Na audiência pública, do dia 30 de maio, em que foi aprovado o aumento, das 83 pessoas presentes 90% eram servidores do SAAE. Os vereadores deram sugestões para fazer economia como implantar mecanismos para diminuir inadimplências como instalar hidrômetros em todas as residências e empresas. Ainda foi constatado que a autarquia teve um excesso de arrecadação de R$ 225.003,65 no mês de abril.
Por essas razões, França e os membros da comissão decidiram emitir parecer contrário ao aumento. Decisão que foi acompanhada de forma unânime pelos vereadores na 18º sessão ordinária desta terça-feira, 1 de agosto.

“Aproveito para acrescentar que o SAAE deveria apresentar uma melhor proposta aos servidores do SAAE, um plano de reajuste que valorize os vencimentos dos servidores”, finalizou França.