Câmara votará dois projetos de reajuste de piso salarial que beneficiam profissionais da educação e agentes comunitários

por hayslla — publicado 23/04/2019 13h02, última modificação 23/04/2019 13h02

Ambos os projetos são fruto de dois requerimentos apresentados pelo edil

O vereador Samir Ali (PSDB) trabalhou para que fosse realizada a sessão extraordinária, que acontece nesta quarta-feira, 24 de abril, onde serão deliberadas as duas proposituras enviadas pela prefeitura, que reajustam os vencimentos dos professores e agentes comunitários de saúde.

O Projeto de Lei Complementar nº 351/2019 altera o Anexo IV da Lei Complementar nº 147, de 10 de dezembro de 2010, que dispõe sobre o Plano de Carreira, Cargos e Remuneração dos Servidores da Educação Básica de Ensino e concede reajuste de 4,17% no piso salarial dos profissionais do Magistério a partir de 1º de janeiro de 2019.

O Projeto de Lei 5.616/2019 altera o Anexo I da Lei nº 1.499, de 22 de maio de 2002, que dispõe sobre o quadro de emprego de Agente Comunitário de Saúde – PACS e concede reajuste no piso salarial de R$ 1.014,00 para a partir de 1º/01/19 – R$ 1.250,00; a partir de 2020 – R$ 1.400,00 e a partir de 2021 – R$ 1.550,00.

“Agora é só ser aprovado na sessão extraordinária que o reajuste será concretizado. Esta é uma conquista que recebo com muita gratidão, pois desde o início do meu mandato venho trabalhando para alcançar este resultado. Parabenizo o prefeito Eduardo Japonês por atender à reivindicação que levou à elaboração dos projetos e ao Sindsul por sempre estar presente quando o assunto é ajudar os servidores”, asseverou Samir Ali, que afirmou que o vereador Suchi também fez indicação pedindo o reajuste.


DICOM - Câmara de Vilhena