Vera da Farmácia pede criação de lei inovadora para a agricultura de Vilhena

por Hayslla Mikaella do Couto publicado 10/04/2019 11h03, última modificação 10/04/2019 11h03

A vereadora Vera da Farmácia (MDB) fez uma indicação parlamentar na última sessão desta terça-feira, 10 de abril, na qual pede a criação de um projeto de lei que institua a “cortina verde” nas divisas entre o perímetro urbano e áreas onde tenham produção agrícola.

 

A vereadora explica que a “cortina verde” é uma barreira verde para que agrotóxicos não acabem entrando na área urbana e contaminando crianças e adultos.

 

“A ideia da lei, que queremos debater e ter a colaboração do Ministério Público, é que seja feita uma barreira com duas linhas de árvores dentro de uma faixa que tenha o tamanho mínimo de 50 metros entre as plantações e a área urbana, ou ainda, que tenha a distância de 300 metros entre as duas áreas”, concluiu a parlamentar.

 

Vera da Farmácia salienta que as pessoas atualmente estão a mercê da contaminação de agrotóxicos em vários bairros de Vilhena que fazem divisa com a área de plantio, entre eles Setor 12, 13, Embratel e outros.

 

“A ação dos agrotóxicos é lenta, e as pessoas só identificam os problemas de saúde, quando já estão bastante envenenadas, dificultando o tratamento e passando por um longo período doente. Parece um assunto sem muita importância, mas é tão urgente quanto qualquer outro tema relacionado à saúde pública”, finalizou a vereadora.


DICOM - Câmara de Vilhena