Vendaval revela infraestrutura precária da Câmara de Vereadores de Vilhena

por Suelen publicado 01/09/2017 22h40, última modificação 01/09/2017 22h40
Choveu dentro da Casa de Leis provocando danos irreversíveis

Relatórios, projetos, aparelhos eletrônicos e muita documentação foram perdidos após o vendaval que assolou a cidade de Vilhena na tarde desta quarta-feira, 30 de agosto.

Os servidores públicos da Câmara Municipal de Vilhena se depararam com uma cena caótica na manhã desta quinta-feira, 31. Ao abrir os gabinetes a água ocupava o chão e as mesas, tendo danificado computadores, livros e muita documentação que levou horas de trabalho para ser elaborada. Durante quase toda a manhã foi possível ver os servidores arregaçando as mangas para retirar a água e poder voltar à rotina.

O vendaval revelou uma triste realidade, o descaso de gestões anteriores que foram negligentes com a infraestrutura da sede que abriga a Casa de Leis do município de Vilhena.

“Perdi todos os meus livros, documentos e computador no meu gabinete. Isso é inadmissível”, desabafou o vereador Rafael Maziero.

Assim como o gabinete dele, literalmente “choveu”, dentro do gabinete da vereadora Professora Valdete e na sala do presidente da Câmara, Adilson de Oliveira. Foram pouquíssimas as salas que sobreviveram à inclemência do vendaval.

“Já passou da hora de realizar uma reforma na Câmara, senão vamos ser obrigados a conviver com esta situação”, explicou o presidente da Câmara, Adilson de Oliveira.

Durante todo o dia foi possível ver, nos corredores da Câmara, cadeiras, mesas e equipamentos colocados ao sol esperando para secar. O vendaval também atingiu outros órgãos públicos como o SAAE, Detran e a prefeitura de Vilhena.