Ronildo Macedo e Samir Ali cobram providências na cratera da Macrodrenagem

por Hayslla Mikaella do Couto publicado 31/05/2017 08h39, última modificação 31/05/2017 08h39
Moradores temem perder suas casas, devido à estrutura já apresentar fissuras
Na manhã desta terça-feira, 30, os vereadores Ronildo Macedo (PV) e Samir Ali (PSDB) fiscalizaram em que estado andam as obras da cratera deixada pela Macrodrenagem no final da Av. Curitiba.
Após o paliativo feito no final de março, nenhuma ação foi realizada no local e os vereadores puderam constatar que a cratera está servindo de lixão para moradores sem consciência ambiental. Até cachorro morto foi encontrado na fiscalização.
Rosangela Costa Fernandes, moradora da casa que quase foi engolida, manifestou aos vereadores que a sua casa está toda trincada e a estrutura já está toda comprometida. 
“Tenho medo de perder a minha casa que passei 20 anos pagando. Se não mexer aqui, vou perder tudo. A prefeita veio aqui naquele dia, disse para ficar tranquila e prometeu que, assim que entrasse a seca ela ia resolver, mas até agora nada. Têm mais famílias do lado da minha casa que também correm o risco de perder suas casas”, desabafou a moradora.
“Já vão 60 dias e não foi feito nada. O local está servindo de lixão, está cheio de pneus e o lençol freático está sendo contaminado. Exijo providências para dar uma resposta à comunidade. Engenheiros e técnicos já deveriam estar aqui tomando as medidas necessárias”, afirmou Ronildo.
“Vou cobrar da prefeita ações, pois é um pedido dos moradores da região. Medidas emergenciais foram tomadas na época, mas agora precisamos resolver a situação definitivamente”, disse Samir após escutar atentamente a reivindicação dos moradores.
Os vereadores também visitaram a cratera dos fundos do bairro União, onde constaram que a erosão está ameaçando engolir chácaras da área rural.

 

 

DICOM - Câmara de Vilhena